“A Voz das Vítimas”

A exposição “A Voz das Vítimas” é inaugurada no dia 14 de abril às 18 horas, no Aljube (ao lado da Sé de Lisboa).

A exposição estará aberta ao público até o dia 5 de Outubro próximo, todos os dias, excepto às 2ª feiras, das 10 às 18 horas, e tem entrada grátis.

A exposição, que ocupará três pisos do edifício, recria os espaços e o ambiente prisional a que eram submetidos os presos políticos e dá uma vasta informação sobre a repressão do regime fascista, sobre a PIDE, as torturas, os tribunais políticos, a vida prisional e a história arqueológica do edifício. Foram recriados os célebres curros, uma clausura sem janelas nem luz, de 2 metros de comprido por 1 de largura, com uma pequena guarita na porta que permitia a vigilância. Presos houve que chegaram a estar ali “emparedados” 6 meses. Foi recriado o parlatório e tanto quanto possível a antiga geografia da prisão.

A exposição oferece em ponto grande as fichas prisionais de 48 ex-presos políticos, uma por cada ano de ditadura. Procurou-se representar com o maior rigor e equilíbrio, todos os períodos históricos e todas as forças políticas que lutaram contra a ditadura fascista..

Também as arriscadas e corajosas fugas empreendidas ao longo da história são evocadas na exposição e até os casamentos de presos durante a sua prisão.

Haverá visitas guiadas às 3ªs feiras, às 15h e debates com historiadores e investigadores às 5ªs feiras às 17h.

A Exposição resulta de uma parceria entre o Movimento Cívico Não Apaguem a Memória! (NAM),  a Fundação Mário Soares e o Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa e teve o apoio financeiro da Comissão Nacional das Comemorações do Centenário da República, da Câmara Municipal de Lisboa, da Secretaria de Estado da Cultura e doutras instituições, empresas e cidadãos que decidiram dar o seu contributo a esta iniciativa.

A cerimónia da inauguração conta com a presença, entre outros, do presidente da Assembleia da República, do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, do actual e do anterior Ministro da Justiça, dos líderes de todos os grupos parlamentares e do presidente da Comissão Nacional das Comemorações do Centenário da República (CNCCR).

Sobre exposição ver o site:  www.aljube.net

 

0 Responses to ““A Voz das Vítimas””


Comments are currently closed.



Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória! | Rua do Sol ao Rato, 37, 3 D | 1250-261 Lisboa |