LINHA EDITORIAL

Em nome do futuro – a memória

Somos um movimento cívico que nasceu de um acto de protesto contra o apagamento da memória histórica da resistência à ditadura do Estado Novo.

Recusamos absolver historicamente o fascismo e os crimes que em seu nome se cometeram. Não nos move um intuito persecutório, tão só o respeito pelos que, por ansiarem por liberdade, foram perseguidos, presos, torturados e em muitos casos assassinados.

Foi numa atitude solidária para com estes resistentes que estivemos no 5 de Outubro de 2005 diante da ex-sede central da PIDE/DGS, na Rua António Maria Cardoso, em Lisboa, em 1 de Abril no Forte de Peniche e em 1 de Julho no Aljube de Lisboa. Quisemos dar público testemunho da nossa recusa no apagamento dessa memória de resistência à tirania.

Apelámos, a todos os que connosco partilhavam esta exigência de cidadania, que subscrevessem a petição à Assembleia da República, onde se reclama ao Estado português o reconhecimento da memória dessa resistência, que lutou sem tréguas para que vivamos em democracia. Essa petição é a Carta Fundadora (ou manifesto) do Movimento Cívico Não Apaguem a Memória!, contendo os objectivos centrais da nossa acção.
Somos um Movimento de cidadãs e cidadãos livres, auto-organizado e auto-dirigido, plural e aberto, que pretende contribuir para a salvaguarda e divulgação da memória da resistência à ditadura e ao fascismo. Ao fim de mais de 30 anos de regime democrático não se pode adiar mais o reconhecimento dessa resistência na construção da sociedade democrática que é a nossa.

O blogue Não Apaguem a Memória! quer ser um espaço de discussão sobre o que foi o regime ditatorial que dominou Portugal e os portugueses – social, cultural e politicamente – durante quase meio século.

Aceitamos discutir a história, queremos divulgar contributos que permitam melhor conhecer esse período histórico. Privilegiaremos os testemunhos dos antigos presos políticos. Não aceitamos, porém, o branqueamento da Ditadura Militar e do Estado Novo.

Somos pela democracia, pelo respeito das liberdades e pela defesa do Estado de Direito, pela defesa da dignidade dos homens e mulheres que se opuseram ao fascismo.

Estes são os nossos princípios e objectivos. É esta a linha que nos propomos seguir.

http://blog.maismemoria.org





Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória! | Rua do Sol ao Rato, 37, 3 D | 1250-261 Lisboa |