Desfile comemorativo do 25 de Abril em Lisboa

Caros amigos e associados,A Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória, NAM, faz parte da COMISSÃO PROMOTORA DAS COMEMORAÇÕES POPULARES DO 25 DE ABRIL (2021).

No decurso de reuniões efectuadas na Associação 25 de Abril foi aprovado o Apelo e este Cartaz.

Cartaz aprovado.

O NAM participa no desfile da Avenida da Liberdade em Lisboa com a faixa cuja imagem segue em anexo.
O NAM convida todos os seus amigos e associados a participarem em qualquer uma das manifestações comemorativas do 25 de Abril que se realizam em diferentes pontos do país.
25 de Abril Sempre!
Fascismo Nunca Mais!

Fernando Mariano Cardeira
Presidente da Direcção do NAM

Faixa aprovada.
Continue reading

Protocolo com a Direção-Geral do Património Cultural

Protocolo de Cooperação entre a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e a Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória (NAM) | Projeto de criação do Museu Nacional Resistência e Liberdade

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e a Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória (NAM) vão colaborar na área dos conteúdos e da divulgação, no contexto do projeto de criação do Museu Nacional Resistência e Liberdade (MNRL), na Fortaleza de Peniche.

Nos termos do Protocolo de Cooperação formalizado, a DGPC assegura que as peças e documentos que lhe sejam cedidos em regime de depósito e/ou doação para o MNRL “beneficiarão das condições de conservação e exposição exigidas e regulamentadas para o património móvel”.

Por seu lado, a NAM compromete-se a colaborar na criação de conteúdos do Museu, a ceder “gratuita e temporariamente” peças e documentos identificados como relevantes “para completar e enriquecer o MNRL, em regime de depósito (ou doação) ”, bem como a participar em ações de divulgação das exposições, incluindo colóquios, conferências e visitas guiadas específicas.

No seu articulado, o Protocolo define igualmente o compromisso das partes em “colaborar, quando tal se mostre conveniente ou útil, de acordo com o comum julgamento de todos”, na divulgação recíproca das atividades do MNRL e da NAM, bem como na realização “de eventos conjuntos sempre que tal se mostre oportuno, mantendo, para o efeito, permanente comunicação recíproca das respetivas atividades”.

Válido por um período de cinco anos, o Protocolo de Cooperação foi assinado a 15 de março último pelo Diretor-Geral do Património Cultural, Bernardo Alabaça, e por Fernando Mariano Cardeira, em representação da NAM.

O MNRL, na Fortaleza de Peniche, foi criado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 73/2017, de 6 de maio, e afeto à DGPC pela Portaria n.º 260/2017, de 7 de setembro. Abriu ao público a 25 de abril de 2019 com a exposição “Por Teu Livre Pensamento”, que antecipa os conteúdos do Museu em construção.

A NAM, constituída em 2008, tem como preocupações centrais a salvaguarda, investigação e divulgação da memória da resistência à ditadura e da liberdade conquistada em 25 de abril de 1974.

[ Notícia aqui ]

Aos amigos e associados da Associação “Movimento Cívico Não Apaguem a Memória – NAM”

Ao chegarmos ao fim do ano 2020 sentimos que não temos razões para vos enviar uma mensagem optimista sobre o trabalho realizado pelo NAM desde a tomada de posse dos novos Órgãos Sociais em 11 de Janeiro. Mas também não queremos ser pessimistas. As razões que impediram um maior número de iniciativas do NAM são bem conhecidas de todos, e resumem-se numa palavra: pandemia! A todos os associados e amigos do NAM queremos neste fim de ano de 2020 deixar uma palavra de esperança de que, logo que possível, retomaremos os trabalhos, reunindo os Órgãos Sociais e planeando futuras actividades.

É fácil fazer um “relatório de actividades” do NAM no decurso de um mandato que ainda não chegou sequer ao fim do seu primeiro ano de vigência. Na verdade, para além do restabelecimento e actualização de contactos perdidos, tanto com instituições como com sócios e amigos, a nossa actividade resumiu-se praticamente à organização da homenagem ao general Humberto Delgado por ocasião do 55.º aniversário do seu assassinato pela tenebrosa PIDE. Além desta bem sucedida iniciativa houve ainda outras de menor importância:

– O NAM esteve representado por vários membros dos seus Órgãos Sociais na cerimónia de inauguração do Monumento de Homenagem aos Presos Políticos, em 10 de Junho, em Caxias;

– Em 28 de Junho realizou-se uma reunião da comissão do “Projecto Memorial Humberto Delgado”. O NAM foi informado e convidado a participar em posteriores reuniões, que entretanto não foi possível realizar;

–  Em 30 de Julho, visita do Presidente do NAM ao monumento a Humberto Delgado erigido em Cela Velha, Alcobaça (inaugurado em 22 de Julho de 1976). A visita foi guiada pelo autor da escultura, José Aurélio;

– No dia 1 de Setembro, Elísio Teixeira, em nome do NAM, esteve presente no funeral do antifascista António Taborda no Porto

– Visita, em 22 de Outubro, ao núcleo museológico dedicado à acção política de Humberto Delgado em defesa da democracia e da liberdade, sito na casa onde nasceu, em Boquilobo, concelho de Torres Novas. Na companhia de José Aurélio, responsável pelo projecto da Casa Memorial Humberto Delgado, e de Jorge Simões, da Câmara Municipal de Torres Novas, entidade que tem neste momento a tutela da Casa, o Presidente do NAM visitou e foi informado sobre o projecto de recuperação.

São muitas as ideias que ficaram por realizar mas que retomaremos logo que possível. Destaco algumas das iniciativas que poderiam ter avançado em 2020 mas que ficarão adiadas para 2021:

– Retoma do objectivo de criação de um Museu Resistência e Liberdade na antiga sede da PIDE no Porto;

– Estabelecimento de Protocolos e Parcerias com o Museu Nacional Resistência e Liberdade (Peniche) e com o Museu do Aljube Resistência e Liberdade (Lisboa);

Numa situação normal estaríamos agora a convocar uma Assembleia Geral Ordinária para apresentação de Contas e Relatório de Actividades, bem como para discussão do Orçamento e Plano de Actividades para o ano de 2021. Não sendo possível fazê-lo agora, a convocatória será feita logo que estejam reunidas as condições de segurança sanitária necessárias.

O Presidente do NAM
Fernando Mariano Cardeira

Homenagem a António Taborda

Comunicado

A Associação Movimento Cívico Não Apaguem a Memória, NAM, recebeu com pesar a notícia da morte de António Taborda, um resistente das lutas pela liberdade e pela democracia durante a ditadura fascista, a quem foi atribuída justamente a Ordem da Liberdade em 2019.

O NAM tinha em António Taborda um dos seus muitos amigos. Prestamos-lhe uma singela homenagem ao recordar toda uma vida de luta antifascista. Apresentamos à família os nossos respeitosos sentimentos.

Fernando Mariano Cardeira
Presidente da Direcção do NAM

PS: O corpo de António Taborda estará presente hoje, 1 de Setembro, a partir das 15h00 na Igreja das Antas, no Porto. O funeral sai da igreja amanhã às 10h30. Em nome do NAM, Elisio Carlos Teixeira, fará a deposição de uma coroa de flores no local.